Publicidade

Artigo: #FreeBritney Precisamos falar sobre Britney Spears

31 de março, 2021 às 14:32 - por Redação - Mariana Santos

  Um movimento iniciado por uma hashtag vem chamando a atenção nas redes sociais: o #FreeBritney e também começou a chamar a atenção da mídia. Diversos fãs e até mesmo artistas internacionais vem dando destaque a esse assunto o que levou a produção de um documentário chamado “Framing Britney Spears”, produzido pelo jornal The New York Times, um dos maiores e mais conhecidos veículos de comunicação.

O projeto faz uma longa pesquisa nos arquivos de imagens e vídeos de cantora para selecionar momentos marcantes que mostram como a estrela foi crucificada em 2008, quando passava por momentos complicados na vida pessoal, e teve que lidar com a intensa perseguição dos paparazzi e da mídia. Também revela detalhes sobre o acordo judicial de tutela que há treze anos existe sob Britney. Com isso, a artista não tem autonomia legal para gerenciar seu próprio patrimônio nem tomar decisões profissionais sobre sua carreira. Esta tutela foi autorizada pela justiça americana e está sob comando do seu próprio pai, Jamie Spears, no qual a princesa do Pop já declarou que não está satisfeita com essa decisão. O movimento popular “Free Bitney”, criado por fãs e, que protesta pela liberdade da artista também é mostrado pelo documentário com mais detalhes sobre como foi iniciado o movimento e qual seu maior objetivo.

Pessoas que têm ou tiveram um vínculo afetivo com Britney também dão depoimentos no filme, o que nos ajuda a entender melhor a situação em que a Spears se encontra. O longa traz ainda uma entrevista com Felicia Culotta, amiga e ex-assistente pessoal da cantora que esteve ao seu lado durante de boa parte de sua carreira e conhece a artista como ninguém, tendo seu poder de fala por vivenciar muitos momentos com Britney. A sequência também aborda o comportamento machista de parte da mídia ao falar sobre virgindade e relacionamentos conturbados durante toda a carreira dela. A produção é direcionada não apenas aos admiradores da estrela Britney Spears, mas para todos aqueles que querem entender o que acontece com uma artista que foi “abusada” pela indústria da música. Vale a pena assistir! No Brasil, o documentário está disponível somente pelo Globoplay com legenda em português.

Artigo por Mariana Santos – Jornalista 

Publicidade

[RoyalSlider Error] Slides are missing.

2016 - Todos os direitos Reservados