Publicidade

Bolsonaro anuncia R$ 100 milhões para continuidade da obra da BR 116 até Guaíba

12 de agosto, 2019 às 14:24 - por Mariana Santos - Redação www.visaodovalesl.com.br

Durante a cerimônia de liberação de 47 quilômetros duplicados da BR 116, em Pelotas, na zona Sul do Rio Grande do Sul, o presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta segunda-feira a liberação de R$ 100 milhões para o seguimento das obras de 55 quilômetros entre Pelotas e Guaíba.

A cerimônia de hoje ocorreu no km 492 da rodovia, próximo ao Serviço de Atendimento ao Usuário da Ecosul (concessionária responsável pelo trecho). Uma placa, que representa a liberação do trecho duplicado, foi descerrada na estrada para marcar o ato. A obra de duplicação de pouco mais de 211,22 quilômetros da rodovia que separa Pelotas de Guaíba começou no segundo semestre do ano de 2012 e deveria ter sido concluída em 2015.

Depois de discursar, Bolsonaro atendeu jornalistas e falou sobre a indicação do filho Eduardo Bolsonaro para a embaixada dos Estados Unidos. “Vai ser bom ter um embaixador, afinado com (presidente dos EUA) Donald Trump”, disse.

Ao falar da obra da BR 116, Bolsonaro mencionou que o governo federal também dará atenção para a malha ferroviária. “Há três semanas, assinamos um contrato de concessão lá em Goiás. Este acordo nos permitirá ligar diversas partes do país, terminando no Porto de Santos”, comentou.

Manifestação contra a “indústria da multa”
Bolsonaro voltou a fazer um discurso forte contra a chamada “indústria da multa” no Brasil. “Estamos brigando na Justiça para acabar com os pardais no Brasil. É uma roubalheira, é uma verdadeira indústria da multa. Estamos com um projeto na Câmara e vai passar por esta bancada maravilhosa. Também queremos que a validade da Carteira (Nacional e Habilitação) passe de cinco anos para 10 anos”, disse Bolsonaro. “O Tarcísio já acabou com o simulador”, acrescentou ao se referir ao ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

Bolsonaro ainda se manifestou sobre as prévias para as eleições presidenciais da Argentina, que terminaram nesse domingo com Alberto Fernández e a sua candidata a vice Cristina Kirchner como vencedores. “Não se esqueçam o que aconteceu aqui mais ao Sul, na Argentina, nas eleições de ontem. A turma da Cristina Kirchner, que é a mesma de Dilma Rousseff, que é a mesma de (Nicolás) Maduro, Chávez e Fidel Castro, deu sinal de vida aqui. Povo gaúcho, se esta ‘esquerdalha’ voltar aqui na Argentina, poderemos ter no Rio Grande do Sul um novo estado de Roraima e nós não queremos isso. Nossos irmãos argentinos fugindo para cá, tendo em vista o que de ruim acontecer conforme o resultado das eleições de outubro”, afirmou o presidente.

Redação www.visaodovalesl.com.br

#GrupoVisãoDoVale

Publicidade

Banner Web Visão do Vale_969x131px Semae

2016 - Todos os direitos Reservados