Publicidade

Falsa ameaça de bomba à prefeitura de Esteio partiu de ex-servidor público

24 de março, 2021 às 17:06 - por Amanda Krohn, estagiária supervisionada por Mariana Santos

Foto: divulgação

Em uma investigação rápida e conjunta, a polícia descobriu que a ameaça anônima feita à prefeitura de Esteio nessa terça-feira (23) partiu de um ex-servidor público. Em ligação telefônica, o ex-funcionário comunicou sobre a falsa explosão, que ocorreria por volta das 16h. O fato provocou a mobilização das forças policiais e evacuação do prédio, que continha cerca de 400 pessoas no momento do incidente. A motivação do trote seria por insatisfação devido a não conseguir desmarcar um serviço.

De acordo com a 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (DPRM), o homem, morador de Sapucaia do Sul, foi conduzido à Delegacia de Esteio para prestar depoimento e teve o celular apreendido. Por conta da Lei de Abuso de Autoridade, a Polícia não divulga nome, idade, nem o setor onde o investigado trabalhava.

Conforme as autoridades, o homem confessou o crime e será investigado com base no artigo 41 da Lei de Contravenções, “provocar alarma, anunciando desastre ou perigo inexistente, ou praticar qualquer ato capaz de produzir pânico ou tumulto”.  A pena prevista é de prisão de quinze dias a seis meses, ou multa. O ex-servidor também será investigado pelo artigo 265 do Código Penal, “atentar contra a segurança ou o funcionamento de serviço de utilidade pública”, cuja pena seria de reclusão de um a cinco anos ou multa.

Publicidade

[RoyalSlider Error] Slides are missing.

2016 - Todos os direitos Reservados