Entre outros pontos, o decreto também transfere para o Ministério do Turismo a Comissão Nacional de Incentivo à Cultura, responsável por emitir pareceres sobre os pedidos de artistas que buscam financiamento por meio da Lei de Incentivo à Cultura, conhecida como Lei Rouanet. A Secretaria de Cultura foi criada para substituir o Ministério da Cultura (MinC), que foi extinto no início da gestão do presidente, em janeiro.

Conforme o jornal Folha de S.Paulo, o comando da subpasta deve ser entregue nesta semana ao deputado Marcos Soares (DEM-RJ), filho do pastor R.R. Soares, da Igreja Internacional da Graça de Deus. Formado em Direito, o parlamentar é visto como um nome que pode estabelecer diretrizes ainda mais conservadoras na área, em alinhamento com ideologia defendida por parcela dos apoiadores do presidente.

Redação do www.visaodovalesl.com.br/Fonte: https://gauchazh.clicrbs.com.br/