Publicidade

O QUE TEM EM COMUM A TEIMOSIA GAUDÉRIA E O IFA – ARTIGO DE ALCENI GUERRA

09 de fevereiro, 2021 às 08:30 - por Alceni Guerra

Teimosia é uma virtude gaudéria, diria Getúlio Vargas, após 18 anos na Presidência da República. O mesmo diria Brizola, depois de me convencer a construir 444 grandes escolas de Educação Integral no Brasil, ele que tinha xingado a mãe do meu chefe um ano antes, na campanha para Presidente. É quando a falsidade não vigora, diria Lupicínio, ao ver o Grêmio e Inter de novo na frente. Teimosia é vitória nas canchas retas, diria Batista Luzardo, é a vitória das curvas, dizemos todos os admiradores da infinita Gisele Bündchen. E como um dia ela foi menina, e apanhava nas curvas se fosse teimosa, agora achamos mais fino chamar Gisele de resiliente, a gaúcha é resiliente na carreira e nas curvas, graças aos bons maridos e à sua santa teimosia. Enfim, teimosia é uma virtude nos pampas. Foi pela minha teimosia em vacinar todas as crianças contra todas as doenças no mesmo dia, que o Brasil ganhou milhões de agentes motivados, e se tornou o líder mundial em vacinas. Nos dias de vacinação, eles estão a postos em 40 mil locais, das sete às sete, sol a pino ou frio de lascar, chimarrão ou água de coco nas mãos, tanto faz, a agulha é mais importante que a bomba. A dor da picada é o prazer de voltar a sorrir, coisa que 2 milhões de pessoas não tiveram tempo de sentir. Agora, podemos desmotivá-los, por falta de teimosos, de vacinas e desse tal de IFA, o Ingrediente Farmacêutico Ativo, que teima em fazer parte de todas as vacinas da Terra.

E hoje o teimoso mais notável também mora nos pampas, na Argentina, tem um laboratório exclusivamente privado, e produz IFA para toda a América Latina, menos para o Brasil. Vamos chamar nossos laboratórios, e levá-los para conhecer o teimoso médico e empresário Hugo Sigman, e sua mAbxience, que fez o que a Fiocruz e o Butantã teimam em não fazer no Brasil. Se precisar de uma madrinha teimosa, das curvas de Santa Rosa, eu me encarrego, foi Xuxa Meneghel quem mais me ajudou na hora de vacinar todo mundo contra tudo, no mesmo dia, sem cobrar um centavo. E não é que deu certo? Sem querer ser treinador com estátua, essa é a hora de decolar, o Brasil precisa de empresários teimosos, ou resilientes se a Gisele me permitir, é hora de ganhar o mercado universal de vacinas. Nas agulhadas já somos campeões, agora é hora do conhecimento, de saber ganhar o dinheiro que os ingleses, argentinos e chineses estão ganhando. É hora de decolar.

Alceni Guerra é ex-Ministro da Saúde e Consultor do IBSAÚDE

Publicidade

[RoyalSlider Error] Slides are missing.

2016 - Todos os direitos Reservados