Publicidade

São Leopoldo: Não tem veneno mas assusta!! Cobra cipó é capturada em residência na Vila Campina

10 de julho, 2019 às 18:00 - por Redação do www.visaodovalesl.com.br

Foto: Márcio Martins Laboratório de Herpetologia UFRGS

São Leopoldo:  o Grupamento de Defesa Ambiental (GDA) da Guarda Civil Municipal (GCM) foi acionado para resgatar uma cobra cipó (Philodryas olfersii) em uma residência no bairro Campina. Após a captura o animal foi levado para o Parque Imperatriz Leopoldina, onde foi solto para se adequar ao seu habitat. O atendimento aconteceu nesta terça-feira, 09 de julho.   Conforme o artigo 29 da Lei nº 9.605/1998 matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida é crime e a pena varia de detenção de seis meses a um ano, e multa. Ao se deparar com alguma espécie desse é necessário acionar a GCM através do telefone 153.

De acordo com o inspetor responsável do GDA, Nilton César de Oliveira, ao encontrar algum animal peçonhento em qualquer situação, é recomendado afastar-se com cuidado. “Apesar da atitude louvável deste munícipe, preocupado com a proteção animal, saliento que se a pessoa não tiver plena convicção que fará a captura com segurança, o sensato é não tentar capturar o animal. Evite assustá-lo ou tocá-lo, mesmo que pareçam mortos, e procure a autoridade local para providências” alertou.

Cobra cipó

O animal é encontrado com facilidade na América do Sul e vive geralmente sobre árvores, onde caça pequenos pássaros, lagartixas e rãs. Costuma fugir ao perceber a presença humana, mas pode atacar se sentir ameaçado. A cobra cipó morde a vítima ao invés de picar e apesar de ser considerada perigosa é muito importante para controle de pragas como roedores.

Capacitação

Ao todo, oito agentes do GDA participaram de uma capacitação promovida em parceria com a Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul sobre captura e manejo de animais silvestres. O foco da instrução envolveu a lida com serpentes, onde os participantes conheceram instrumentos e técnicas necessárias para a contenção dos bichos.

Redação do www.visaodovalesl.com.br/Colaboração: SCOM/PMSL

Autor

Bado Jacoby

bado@visaodovalesl.com.br

Publicidade

Banner Web Visão do Vale_969x131px Semae

2016 - Todos os direitos Reservados